«À quinta-feira temos um dentista, veem se precisamos de palmilhas...»

Em entrevista ao Porto Canal, Sérgio Conceição explicou a importância dos diferentes departamentos do FC Porto na preparação do dia a dia do plantel, salientando: "A pessoa mais importante é o nosso presidente".

 

Promessa de festa no início da época: "Acho que era uma frase cheia de convicção e consciência do trabalho que eu e a minha equipa íamos fazer para voltar a dar aquilo que toda a gente queria, por que a família portista ansiava há quatro anos. Tenho muita confiança naquilo que fazemos, naquilo que é o nosso trabalho e tenho a plena consciência de que era uma oportunidade fantástica, de conseguir voltar aos títulos, sabendo das dificuldades e do cenário que estava à nossa frente. Falou um bocadinho do meu passado no FC Porto, daquelas que são as minhas recordações e que foram ao encontro da necessidade de ganhar títulos".

Sobre o plantel: "Acho que todos os treinadores têm um modelo de jogo de que podem gostar mais ou menos, mas temos que variar o nosso gosto dependendo das características dos jogadores que temos. Senti que tínhamos jogadores que davam totais garantias para jogar no modelo em que jogámos, com nuances que tornavam difícil para os adversários perceberem o que íamos fazer. Para isso houve muito trabalho de toda a gente. Não é de um momento para o outro que se mete o Marega a fazer aqueles movimentos. Percebi os jogadores que tinha à disposição e aquilo que tinha de fazer. A minha passagem pelo Nantes foi de sete meses, mas continuei ligado ao campeonato português e percebi o que tínhamos que fazer, aquilo que era um trabalho bem elaborado para conseguirmos aquilo que era o resultado final, que nos desse garantias de estarmos mais perto da vitória".

Compromisso no clube: "Esse compromisso é fundamental. O espírito que se consegue criar num balneário, o que tem de ser criado, não é fácil, falar disso numa entrevista de 40 ou 50 minutos não é fácil. Entrar nas características de um jogador a nível técnico-tático e no caráter de cada um... Todo esse ambiente no balneário, criar uma vontade de ganhar, não é fácil. Aliado a isso, os jogadores são inteligentes e veem a capacidade e qualidade no trabalho da equipa técnica. O FC Porto tem diferentes departamentos extremamente competentes. À quinta-feira temos sempre um dentista, alguém que vem ver se é preciso alguma coisa, se precisamos de palmilhas, analisar a visão dos jogadores, dois preparadores físicos fantásticos, o Manuel e o Telmo, o nosso fisiologista, um raio-X do próprio jogador durante o treino, a força que é feita pelos jogadores, tudo o que é importante, o pré e o pós-treino, que é muito importante. Há muita coisa no FC Porto que deve ser realçada. A pessoa mais importante é o presidente, na minha opinião, mas há muita gente que trabalha em diferentes departamentos, que é muito importante".

 

Fonte: ojogo.pt

© 2017 +FC PORTO - All Rights Reserved. Developed by animarnegocios.com