Vitória sobre o Águas Santas não bastou para confirmar o título

31 maio 2017
Publicado por 
FC Porto venceu por 33-19 na última jornada da Fase Final do Andebol 1

 

O FC Porto cumpriu a missão de vencer o Águas Santas (33-19), mas não foi suficiente para chegar ao primeiro lugar, uma vez que o Sporting também ganhou e sagrou-se campeão nacional na última jornada da fase final do Andebol 1. O campeonato, porém, não será homologado até que o Conselho de Justiça da Federação de Andebol de Portugal se pronuncie sobre o recurso apresentado pelos azuis e brancos da decisão de indeferir o protesto apresentado relativamente ao jogo com o Benfica.

Caso esse clássico, disputado 20 de maio, no Pavilhão da Luz, venha a ser repetido, como o FC Porto reclama, bastará um empate à equipa de Ricardo Costa para igualar os leões no primeiro lugar e assim garantir o título, uma vez que tem vantagem no confronto direto. No sexto e último lugar deste Grupo A ficou o Águas Santas que, pela quarta vez esta temporada, não resistiu ao poderio dos portistas.

Esta quarta-feira, no Dragão Caixa, cedo mostrou as dificuldades por que foi passando ao longo do jogo: precisou de dez minutos para marcar o primeiro golo.Os maiatos revelaram sempre muitas dificuldades em ultrapassar uma equipa que montou a sua tradicional defesa de betão e contou com dois guarda-redes num inspirado fim de tarde. Na primeira parte começou por brilhar Hugo Laurentino que, com um punhado de boas intervenções (uma delas num livre de sete metros), apenas permitiu aos maiatos nove remates certeiros contra 19 dos portistas, que não puderam contar com António Areia, a recuperar de lesão. Na segunda Alfredo Quintana não quis ficar atrás e também rubricou uma boa exibição, sofrendo apenas mais um do que o colega de posição.

O jogo foi de domínio absoluto do FC Porto na defesa e no ataque: à exceção de Spelic, todos os jogadores de campo marcaram, devendo destacar-se os sete golos de Yoel Morales, o melhor marcador da partida. Foi essa a vantagem com que os Dragões levaram para o intervalo e que foram ampliando a seu bel-prazer e com naturalidade ao longo do segundo tempo, até atingir no final uma diferença de 14 no marcador. Assim ficou sentenciada a vitória mais robusta dos Dragões sobre o Águas Santas em 2016/17.

As atenções voltam-se agora para a Taça de Portugal: às 18h00 do próximo sábado, no Multiusos de Fafe, os Dragões enfrentam o ABC para discutir um lugar na final de domingo.

FICHA DE JOGO

FC PORTO-ÁGUAS SANTAS, 33-19

Andebol 1, Fase Final, Grupo A, 10.ª jornada
31 de maio de 201
Dragão Caixa

Árbitros: Eurico Nicolau e Ivan Caçador (Aveiro)

FC PORTO: Hugo Laurentino (g.r.), Leandro Semedo (2), Yoel Morales (7), Rui Silva (3), Ricardo Moreira (1), Alexis Borges (1) e Marko Matic (4)
Jogaram ainda: Alfredo Quintana (g.r.), Victor Iturriza (2), Gustavo Rodrigues (2), Daymaro Salina (3), Miguel Martins (1), José Carrillo (1), Hugo Santos (2) e Miguel Alves (3)
Treinador: Ricardo Costa

ÁGUAS SANTAS: António Campos (g.r.); Elias António (5), Pedro Cruz (5), Luís Frade (3), André Rei (1), Nuno Carvalhais (1) e Nuno Rebelo (1)
Jogaram ainda: Pedro Pacheco (g.r.), Gustavo Carneiro, Juan Couto, Mário Oliveira, José Barbosa, Gonçalo Vieira (2), Pedro Sousa, Tiago Pereira e Luís Frade (3)< br/>Treinador: Paulo Faria

Ao intervalo: 16-9

478 VISUALIZAÇÕES

We use cookies to improve our website. Cookies used for the essential operation of this site have already been set. For more information visit our Cookie policy. I accept cookies from this site. Agree