Menu

″Pepe e Marcano? Quem chegou agora tem dar um passo em frente e assumir″

+FCPorto 5 meses ago

Declarações de Stephen Eustáquio, médio portista, em conferência de imprensa de antevisão ao FC Porto-Barcelona, jogo marcado para quarta-feira (20h00) e relativo à segunda jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões.

Depois de um arranque positivo na Champions, jogar em casa contra o Barcelona dá-lhe motivação máxima? “Claro que sim, temos essa motivação para todos os jogos. A ambição cá dentro é ganhar todos os jogos e vamos respeitar o adversário, mas nunca mostrar medo. Também não esquecer o que aconteceu no ano passado, em que perdemos os dois primeiros jogos. Ainda bem que o estádio vai estar cheio”.

Na primeira jornada, o FC Porto e Barcelona mostraram superioridade em relação aos seus adversários. Já se pode falar em favoritos a passar à próxima fase? “Penso que todos os jogos são difíceis. Respeitando as outras equipas, penso que o Shakhtar e o Antuérpia ainda têm algo a dizer. Cada jogo tem a sua história e logicamente que vamos trabalhar para o nosso caminho, mas não se deve dizer isso”.

O que mais teme no Barcelona, tendo em conta a derrota no clássico? “Começando pela segunda parte, é como disse. Todos os jogos são para ganhar e nada muda com o Benfica e com este. Esta é a nossa ambição e o Barcelona dispensa apresentações, tem uma qualidade muito forte, mas nós também temos as nossas armas e vamos fazer tudo para ganhar”.

O FC Porto não terá Pepe e Marcano, vozes marcantes no balneário. Sendo um dos mais experientes no meio-campo, que conselhos dará aos reforços? E sente-se preparado para assumir esse papel de líder? “Logicamente que todos fazem falta, especialmente Pepe e Marcano, que têm grande experiência e qualidade. Mas no caso do Marcano, os mais novos não tem de se esconder, todos encontram as suas dificuldades mas temos de as ultrapassar. Mesmo o pessoal que chegou agora tem dar um passo em frente e assumir, porque todos aqui querem ganhar”.

Se jogar, será numa zona sensível do campo. Está preparado mentalmente para um jogo grande? “Sim, na minha opinião todas as posições são importantes. Amanhã é um jogo grande, acredito que muita gente vá ver, mas não é isso que nos coloca o travão de mão. Haverá um estádio cheio e ainda bem, será importante e sabemos que será preciso mais do que 11 jogadores para ganharmos o jogo, os reforços e o apoio dos adeptos será importante”.

Eustáquio sempre disse que tem uma grande exigência consigo próprio. Que desafios tem encontrado esta época, com os colegas que chegaram e outra experiência na equipa? Sente alguma evolução individual? “O objetivo é sempre evoluir. Acredito que fiz uma boa época no ano passado e o objetivo este ano é alcançar esses números e tentar fazer mais. Mas eu trabalho mais para o coletivo, quero crescer na área da liderança e como não temos alguns dos nossos jogadores mais importantes, vai depender de outros e quero assumir esse papel”.

Fonte: ojogo.pt