Andebol na Final Four da Taça EHF

FC Porto fez história este sábado com o triunfo frente ao Saint-Raphael (34-30), nos quartos de final da prova.


O FC Porto Sofarma confirmou o apuramento para a Final Four da Taça EHF com o triunfo frente ao Saint-Raphael (34-30), em jogo referente à segunda mão dos quartos de final da prova. Os azuis e brancos tomaram o controlo da partida na segunda parte e fizeram história, tornando-se na primeira equipa portuguesa a conseguir o apuramento para esta fase.

A importância do encontro fez com que as duas equipas entrassem concentradas para dentro de campo. Prova disso foi o marcador, que apenas aos 25 minutos da primeira parte, chegou a ter uma vantagem de dois golos, a favorecer a equipa francesa.

Nos minutos iniciais, o fluxo ofensivo dos azuis e brancos passou por André Gomes, que fez quatro dos primeiros cinco golos dos Dragões. Na reta final da etapa inicial, o protagonismo passou para Miguel Martins, que alcançou o colega de equipa no topo da lista dos melhores marcadores portistas em toda a primeira parte.

A exibição do central catapultou a equipa para a frente do resultado nos instantes finais, e mesmo a jogar com menos um até ao intervalo (a última de três exclusões nos primeiros 30 minutos), o FC Porto partiu para os balneários com uma vantagem de dois golos.

Os Dragões continuaram com o bom momento no início da segunda parte e colocaram-se a vencer por quatro golos na entrada para o último quarto de hora do encontro (25-21).

Em risco de ser eliminado, o Saint-Raphael procurava reduzir a desvantagem, valendo-se da eficácia do ponta esquerda Raphael Caucheteux. Mesmo assim, os azuis e brancos mantiveram a consistência demonstrada na primeira parte, e já depois da expulsão de Jeremy Toto, por agressão a Rui Silva, conseguiram não só conservar a liderança, mas também aumentá-la, chegando aos sete golos de vantagem a três minutos do fim (32-25).

O apito final colocou o lotado Dragão Caixa ao rubro. A vitória por 34-30 coloca os Dragões na Final Four da Taça EHF, algo nunca antes feito por qualquer equipa portuguesa.

“Estou muito feliz pelos rapazes. É inacreditável. Jogámos muito bem e estou muito orgulhoso dos meus jogadores. Podemos vencer contra qualquer equipa como podemos perder. Se trabalharmos, teremos hipóteses de conquistar o troféu. A atmosfera vivida aqui foi fantástica. Agora, temos de descansar e amanhã começaremos a preparar o próximo jogo”, afirmou o treinador Magnus Andersson após a partida.

Fonte: FCPorto

© 2017 +FC PORTO - All Rights Reserved. Developed by ANIMAR