Menu

Boa notícia para o FC Porto: Diogo Costa recuperado para a Supertaça

+FCPorto 7 meses ago

Guarda-redes regressa aos treinos e tem a presença garantida na baliza portista no clássico da Supertaça. Conceição ofereceu uns inéditos dois dias de folga ao plantel em plena pré-época antes do “prego a fundo” para o embate com o Benfica. Poupado com o Rayo e com o Braga, o guardião volta em Aveiro.

Depois do triunfo sobre o Braga, num jogo à porta fechada sem direito à divulgação de imagens, Sérgio Conceição concedeu uns inéditos – em plena pré-temporada – dois dias de folga ao plantel. Este “prémio” surge na sequência de três semanas de intenso trabalho, divididas entre o Olival e o Vale do Garrão, que agradaram ao treinador. Agora, com a energia renovada por dois dias sem treinos e no convívio das respetivas famílias, os jogadores do FC Porto arrancam, na sexta-feira de manhã, para o sprint final de preparação do clássico com o Benfica com uma boa notícia para o universo portista: Diogo Costa estará pronto a calçar as luvas e a agarrar o seu lugar entre os postes.

Diogo, recorde-se, sofreu um toque num dos últimos treinos do estágio algarvio, tendo feito, desde então, trabalho específico, à margem dos companheiros, conforme O JOGO avançou em primeira mão na sua edição online. O edema resultante desse toque causou alguma dor e limitou a ação do número 99 que, por essa razão, foi poupado dos jogos particulares com o Rayo Vallecano e com o Braga.

Amanhã, porém, o guardião já vai receber autorização para voltar aos treinos de conjunto, confirmando-se a total disponibilidade para defender a baliza dos portistas na decisão da Supertaça Cândido de Oliveira, levando Cláudio Ramos a regressar ao banco de suplentes.

Será o quinto clássico de Diogo contra os encarnados, sendo que perdeu apenas um, no campeonato da época passada. O jovem de 23 anos fará, em Aveiro, o 110.º jogo pelo FC Porto e prepara-se para subir ao décimo lugar dos guarda-redes que mais vezes vestiram a camisola do clube a nível oficial. Se entretanto não surgir um clube disposto a bater a sua cláusula de rescisão, de 75 milhões de euros, Diogo Costa apanhará o falecido Acúrsio (111 jogos) logo no arranque do campeonato, fazendo depois mira a Tibi, que representou os dragões 130 ocasiões. Por curiosidade, acrescente-se que o guarda-redes que mais vezes defendeu a baliza do FC Porto foi Vítor Baía, com 566 jogos.

A primeira vez na Supertaça

Diogo Costa prepara-se para iniciar a terceira temporada como dono da baliza do FC Porto e a verdade é que esta será a primeira vez que assumirá a baliza numa Supertaça. Na época passada, frente ao Tondela, teve de cumprir um jogo de castigo por insultos ao Benfica durante os festejos do título de 2021/22. Na edição anterior, precisamente contra os encarnados, em plena pandemia, Diogo foi suplente não utilizado. Marchesín foi o titular no triunfo por 2-0 (golos de Sérgio Oliveira e Luis Díaz), no mesmo palco do encontro do próximo dia 9.

João Mário ainda sem ritmo para o clássico

Se Diogo Costa vai recuperar e jogar o clássico com o Benfica, o mesmo não se pode dizer dos outros clientes do departamento médico do FC Porto: João Mário, Evanilson e Veron. Destes, o lateral direito é o que está mais perto do regresso aos treinos sem limitações, mas como está parado há vários meses ainda não tem ritmo suficiente para ir a jogo. Veron, como O JOGO escreveu, só volta em outubro e Evanilson ainda precisa de mais algumas semanas.

Fonte: ojogo.pt