Menu

Conceição não teme Barcelona: ″Cada um tem de assumir a sua responsabilidade…″

+FCPorto 5 meses ago

Declarações de Sérgio Conceição, treinador portista, em conferência de imprensa de antevisão ao FC Porto-Barcelona, jogo marcado para quarta-feira (20h00) e relativo à segunda jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões.

Quem olha para o Grupo H, percebe que Barcelona-FC Porto e vice-versa são os destaques. FC Porto já travou grandes equipas no Dragão, já sofreu com outras. Sente-se mais preparado para este tipo de jogos ao fim destes anos? “Tal como os jogadores e como as pessoas, sou apaixonado pelo que faço e a tendência é evoluir, aprender com o que fazemos bem e menos bem. São jogos diferentes. Lembro-me dos jogos com o Liverpool, são equipas com características diferentes, jogos diferentes e com jogadores diferentes. Vamos olhar para o jogo a pensar que devemos e podemos ganhar o jogo, isso é que é importante. Percebendo que do outro lado, o respeito que temos pelo nosso rival não nos tem de dar receio por aquilo que é o jogo. Depois, dentro do plano, perceber e olhar bem para o adversário e olhar muitíssimo bem para a nossa. Eustáquio falou do Pepe e do Marcano, nesta prova é importante essa experiência, mas como ele dizia e bem, não estão e estarão outros. Esse passo em frente tem a ver exatamente com isso. Cada jogador tem de assumir a responsabilidade independentemente da idade. Depois, no final do jogo, estará sempre uma pessoa a dar a cara por aquilo que é feito, o grupo de trabalho sou eu que represento. Desde que cada um deles faça o seu trabalho, não há problema nenhum. Independentemente da idade, é bom que estejam preparados para estes palcos, caso contrário não podem representar um clube como o FC Porto”.

Que habilidades tem o FC Porto para enfrentar o Barça? O que espera do jogo? “Não tenho a bola de futebol nem a de cristal. Vamos trabalhar para haver golos. O Xavi deve saber os nossos pontos fortes. Somos uma equipa competitiva, tanto nas provas internas como na Liga dos Campeões. E não é com o Sérgio Conceição, a história do FC Porto fala por si. Os nossos pontos fortes cabe ao treinador adversário passar à sua equipa, assim como passei algumas nas quais acho que o Barcelona é fortíssimo”.

Fonte: ojogo.pt