Menu

CS do FC Porto explica retirada da proposta de estatutos: “Apaziguar o divisionismo”

+FCPorto 4 meses ago

Os elementos do Conselho Superior (CS) do FC Porto que participaram na reunião desta quinta-feira, realizada no Estádio do Dragão, votaram favoravelmente uma moção para a retirada da proposta de revisão dos estatutos, que esteve na base da marcação da Assembleia Geral Extraordinária (AGE) de segunda-feira. A decisão foi tomada por unanimidade tendo sido explicada em comunicado publicado no site do clube.

“No superior interesse do Clube, decidiu este Conselho retirar a proposta de alteração dos Estatutos, contribuindo, desta forma, para apaziguar o divisionismo que se quer criar na família portista”, pode ler-se.

A continuidade da reunião magna, adiada para dia 20, por desacatos entre associados do clube, está agora nas mãos de Lourenço Pinto, presidente da Mesa da Assembleia Geral e, por inerência, do CS. Tendo em conta a extinção do objetivo que motivou a marcação da primeira AGE, a probabilidade do cancelamento do encontro da próxima segunda-feira é bastante elevada.

Eis o documento na íntegra: 

“Após ter analisado cuidadosamente os lamentáveis e condenáveis acontecimentos ocorridos na Assembleia Geral Extraordinária da passada segunda-feira, o Conselho Superior do FC Porto decidiu o seguinte:

– A proposta de Estatutos discutida e aprovada nesta sede e remetida à referida Assembleia Geral é para este órgão boa e rigorosa, salvaguardando inteiramente os interesses do Clube e dos seus Associados.

– O condicionamento criado à já mencionada Assembleia Geral e o empolamento artificialmente criado pela comunicação social e redes sociais tiveram como resultado os lamentáveis incidentes a que assistimos, convertendo uma importante Assembleia num momento de primárias incendiadas.

Nesse sentido e por unanimidade, no superior interesse do Clube, decidiu este Conselho retirar a proposta de alteração dos Estatutos, contribuindo, desta forma, para apaziguar o divisionismo que se quer criar na família portista.”

Fonte: ojogo.pt