Menu

Eustáquio: ″O pessoal que chegou agora ao FC Porto tem de dar um passo em frente″

+FCPorto 5 meses ago

O médio canadiano, de 26 anos, já foi titular em oito dos nove desafios disputados pelo FC Porto

O FC Porto precisa de união para superar as ausências dos defesas centrais Pepe e Iván Marcano na receção ao FC Barcelona, na quarta-feira, para a Liga dos Campeões, observou Stephen Eustáquio.

“Os mais novos não têm de se esconder, mas assumir as coisas. Jogamos no FC Porto e toda a gente vai encontrar as suas dificuldades, mas, como equipa, temos de nos manter unidos e superá-las. Com mais partidas grandes e na “Champions”, temos mais facilidade em encontrar soluções, mas o pessoal que chegou agora [ao clube] tem de dar um passo em frente, porque nesta casa todos queremos ganhar”, apontou o médio canadiano, na conferência de imprensa de antevisão ao jogo da segunda jornada do Grupo H da prova.

As duas equipas estão igualadas no topo da poule após os dragões terem vencido os ucranianos do Shakhtar Donetsk (3-1), num jogo disputado em Hamburgo, na Alemanha, devido à invasão da Rússia à Ucrânia, enquanto o campeão espanhol derrotou em casa os belgas do Antuérpia (5-0), com dois golos e uma assistência do português João Félix.

“Temos a máxima motivação para todos os jogos. Como é lógico, gostamos de jogar na Liga dos Campeões, mas cada partida é importante no FC Porto. A ambição é ganhar e vamos tentar fazer isso, respeitando o adversário, mas sem mostrar medo. Sinto que, se ganharmos, estamos bem encaminhados [para o acesso aos oitavos de final]”, apontou.

Reconhecendo que o FC Barcelona “dispensa apresentações”, graças a “uma equipa de muita qualidade, com jogadores fortes e laterais invertidos, que exploram bem a largura”, Stephen Eustáquio lembrou que o FC Porto “também tem armas” para lutar pela vitória.

“FC Porto e FC Barcelona estão por cima na poule? Todos os embates são difíceis e eu tenho a certeza de que Shakhtar Donetsk e Antuérpia ainda têm algo a dizer. Facilitámos o nosso duelo [na jornada inaugural] por aquilo que trabalhámos e fizemos, mas um jogo não quer dizer nada. Vamos trabalhar para levar as coisas para o nosso lado”, garantiu.

O médio canadiano, de 26 anos, já foi titular em oito dos nove desafios disputados pelos “dragões” em 2023/24 e pretende melhorar o registo de sete golos e seis assistências em 44 partidas acumulado na época passada, tendo decidido a receção ao Gil Vicente (2-1), da sétima jornada da I Liga, ao marcar o tento do triunfo já no período de compensação.

“O objetivo é sempre evoluir. Acredito que fiz uma boa época passada e a meta agora é alcançar esses bons números e, quem sabe, fazer mais. Contudo, antes de olhar para o individual, há que trabalhar para o coletivo e crescer na área da liderança. Uma vez que não temos tido alguns dos nossos jogadores mais importantes disponíveis, [a equipa] vai depender de outros e quero dar um passo em frente nesse papel”, completou Eustáquio.

O FC Porto recebe o FC Barcelona, ambos com três pontos, na quarta-feira, a partir das 20h00, no Estádio do Dragão, no Porto, em encontro da segunda jornada do Grupo H da Liga dos Campeões, que será arbitrado pelo inglês Anthony Taylor, horas depois de os belgas do Antuérpia medirem forças em casa face aos ucranianos do Shakhtar Donetsk.

Fonte: ojogo.pt