Menu

Francisco Conceição: a Seleção, a época no Ajax e a competitividade na I Liga

+FCPorto 3 meses ago

Um dos mais velhos da Seleção sub-21: “Não acho que seja uma responsabilidade maior ser um dos jogadores mais velhos. Acho que todos os que chegam aqui à Seleção sabem o peso da camisola. Representar a Seleção portuguesa é um grande motivo de orgulho e por isso acho que todos têm consciência da responsabilidade de vestir a camisola nacional.”

Ser chamado à Seleção A: “Sim, é claro que todos os jogadores da equipa sub-21 querem chegar à Seleção principal e eu não sou exceção. É um dos meus objectivos no futuro poder jogar pela Seleção A.”

Momento negativo do Ajax: “Sim, é verdade. É um grande clube. Representei o Ajax e só quero que volte ao seu nível o mais rapidamente possível. É um clube em que os adeptos vivem muito do sucesso do mesmo e espero que consigam voltar a esse nível o mais rapidamente possível.”

Época 2022/23 do Ajax também não correu bem: “Não, a época passada não foi boa, mas ninguém esperava que esta fosse pior. Penso que saíram pessoas importantes com um passado forte no Ajax. Penso que uma série de más decisões levaram a que o clube não tivesse o êxito que costumava ter e é por isso que, como adepto do Ajax e tendo representado o clube, só espero que consigam voltar às vitórias.”

Tem jogado mais minutos na Liga dos Campeões do que na I Liga: “Há muitas diferenças. Claro que na Liga dos Campeões jogamos contra adversários muito fortes e, por vezes, a competitividade pode ser maior, mas penso que em Portugal também, cada vez mais, todos os jogos são muito competitivos e temos visto resultados surpreendentes. Hoje em dia, é sempre tudo muito, muito competitivo, muito renhido. Mas, claro, a Liga dos Campeões é a Liga dos Campeões onde estão os melhores jogadores.”

Fonte: ojogo.pt