Portistas estiveram três vezes em vantagem, mas o Barça forçou o prolongamento e venceu por 5-4 com um golo a pouco mais de um minuto do fim.

 

O FC Porto perdeu hoje, em San Juan, na Argentina, a final da Taça Intercontinental, prova entre as melhores equipas europeias e sul-americanas, frente ao Barcelona, por 4-5.

A partida, num pavilhão Aldo Cantoni com oito mil espectadores, foi emocionante até final, pois as equipas finalistas da última Liga Europeia, que nas meias-finais haviam afastado duas formações argentinas, nunca tiveram mais do que um golo de vantagem.

O Barcelona marcou primeiro, logo a abrir (Panadero, aos 3 minutos), mas o FC Porto respondeu pouco depois, com um belo golo de Reinaldo Garcia, seguindo-se um recital de Gonçalo Alves, que fez o 2-1 e respondeu com golos sempre que o Barcelona empatou, para depois o 4-4 se manter até ao final do tempo regulamentar.

No prolongamento, e já com os portistas a terem algumas razões de queixa da arbitragem, os catalães venceram da forma a que têm habituado os portistas: Pablo Álvarez fixou o 5-4 quando já não dava tempo para a reviravolta.

Foi a primeira vez que os portistas jogaram a final de uma competição tradicionalmente dominada por espanhóis, pois o Barcelona igualou o Liceo da Corunha em cinco triunfos. Óquei de Barcelos (1992) e Benfica (2013 e 2017) são os únicos vencedores portugueses.

 

As equipas jogaram:

Pavilhão Aldo Cantoni, San Juan, Argentina
Árbitros: Sergio Insua e Roberto Montiveros (Argentina)

FC PORTO: Carles Grau; Rafa, Reinaldo Garcia, Gonçalo Alves e Hélder Nunes; Telmo Pinto, Giulio Cocco e Poka; Hugo Santos (nj) e Nelson Filipe (Gr/nj)
Treinador: Guillem Cabestany

BARCELONA: Aitor Egurrola; Marc Gual, Pablo Álvarez, Pau Bargalló e Sergi Panadero; Matías Pascual, Nil Roca, Ignacio Alabart e João Rodrigues; Sergi Fernandez (Gr/nj).
Treinador: Edu Castro

Ao intervalo: 2-2

Marcador:
0-1 Sergi Panadero (3')
1-1 Reinaldo Garcia (7')
2-1 Gonçalo Alves (16')
2-2 Pablo Álvarez (19')
3-2 Gonçalo Alves (28')
3-3 Pablo Álvarez (29')
4-3 Gonçalo Alves (33')
4-4 João Rodrigues (38')
4-5 Pablo Álvarez (59')

 

Fonte: O Jogo

Guillem Cabestany promete um FC Porto Fidelidade ambicioso na final da Taça Intercontinental, frente ao Barcelona

 

Guillem Cabestany promete um FC Porto Fidelidade ambicioso na final da Taça Intercontinental, frente ao Barcelona. Finalista e vencedor da última Liga Europeia voltam a encontrar-se, desta vez em San Juan, na Argentina.

 O Estádio Aldo Cantoni recebe o duelo entre o FC Porto e o Barcelona, na noite de domingo para segunda-feira (00h00, hora de Portugal Continental), em jogo que será transmitido em direto pelo Porto Canal. Foi no Aldo Cantoni que Guillem Cabestany conquistou o título mundial pela seleção espanhola, como jogador, em 2001.

 Esta será a terceira discussão de um título entre as duas equipas em 2018, com os catalães a vencerem as duas finais anteriores, na Liga Europeia e na Taça Continental.

 

O jogo frente ao Murialdo
“Não estivemos nada cómodos na pista, o piso condicionou-nos muito, mas temos dar a volta a isso e amanhã procurar as melhores variantes do nosso jogo para nos adaptarmos à pista. Tivemos momentos bons frente ao Murialdo mas estivemos demasiado inseguros. Vamos preparar bem o jogo de amanhã, porque precisamos de um melhor FC Porto, um FC Porto mais coeso, mais Porto, como tem acontecido ao longo da época. Ontem foi o pior jogo da época, frente ao Barcelona temos de estar melhor.”

 

O duelo entre o FC Porto e o Barcelona
“O hóquei tem muitas equipas boas, aqui na Argentina também é possível comprovar isso. É claro que há quatro ou cinco equipas na Europa de nível máximo e o FC Porto e o Barcelona estão entre elas. Esta final vai ser um dos melhores jogos que se pode ver no hóquei em patins. Vamos ver por quem vai torcer o público argentino. Temos de estar um pouco à margem disso e conseguir que o número de adeptos no pavilhão não influencie os jogadores. Se o ambiente e o piso nos condicionarem, vai ser complicado. Temos de estar à margem disso.”

 

Um FC Porto fiel aos seus princípios
“Temos muito potencial, temos muitas armas, somos criativos no processo ofensivo e essa é a nossa força. Mas temos de pensar na melhor forma de disputar este jogo perante as condições que vamos encontrar no pavilhão. No essencial, temos de ser nós, temos de ser verticais e que sejamos o mais semelhantes possível ao que somos normalmente. Vamos ter de defender, sofrer por momentos, mas temos de forçar igualmente o Barcelona a sofrer e a passar momentos maus. É a chave para nós acreditarmos e para o Barcelona sentir que não estamos aqui apenas para acompanhar a sua conquista do título, mas sim para levar a Taça para o Porto.”

 

Fonte: FC Porto

Décima vitória consecutiva no Andebol 1, desta vez frente ao Madeira SAD

 

O FC Porto Sofarma garantiu a décima vitória consecutiva no Andebol 1, prolongando um ciclo iniciado a 2 de outubro, frente ao Arsenal da Devesa. Neste sábado, os Dragões não deram hipóteses ao Madeira SAD (31-20), fora de portas.

Jogando na Madeira, onde perdeu durante a fase regular na época passada (29-25), a formação orientada por Magnus Anderson demonstrou mais uma vez que atravessa um bom momento de forma, cavando um fosso substancial nos primeiros dez minutos de jogo.

Com uma entrada forte, o FC Porto Sofarma chegou com naturalidade a um 7-1, ao décimo minuto, deixando o Madeira SAD a uma distância considerável no marcador. A equipa portista foi aumentando a vantagem, chegou ao intervalo a vencer por 17-9 e geriu a margem na etapa complementar, onde houve mais equilíbrio em campo.

António Areia e André Gomes, como cinco golos cada, foram os melhores marcadores dos Dragões. Na próxima quarta-feira (20h30), o FC Porto Sofarma desloca-se ao Pavilhão Fernando Tavares, em Lisboa, para defrontar o Boa Hora em jogo antecipado da 16.ª jornada do Andebol 1.

 

FICHA DE JOGO

 

MADEIRA SAD-FC PORTO, 20-31
Andebol 1, 14ª jornada
15 de dezembro de 2018
Dragão Caixa
Árbitros: Eurico Nicolau e Ivan Caçador

 

MADEIRA SAD: João Pedro Silva, Luís Carvalho e Gustavo Capdeville (g.r.); Valter Soares, João Martins (1), Ulisses Ribeiro (2), Lourenço Silva (1), Daniel Santos, Bruno Landim (2), Rúben Sousa (2), João Miranda (1), Elledy Semedo (7), Pedro Peneda (1) e Francisco Pereira (3).
Treinador: Paulo Fidalgo

 

FC PORTO SOFARMA: Alfredo Quintana e Thomas Bauer (g.r.); Víctor Iturriza, Leandro Semedo (2), Yoan Balázquez (3), Miguel Martins (2), Djibril Mbengue (2), Ángel Hernández (3). Rui Silva (2), Daymaro Salina (1), Alexis Borges (2), Diogo Branquinho (2), António Areia (5), André Gomes (5), Miguel Alves (2) e Fábio Magalhães
Treinador: Magnus Andersson

 

Ao intervalo: 9-17

 

Fonte: FC Porto

FC Porto bateu o Vitória de Guimarães (94-86), no Dragão Caixa, na 10.ª jornada da 1.ª fase do campeonato

 

O FC Porto recebeu e bateu este sábado o Vitória de Guimarães (94-86), no Dragão Caixa, em jogo referente à 10.ª jornada da 1.ª fase da Liga Portuguesa de Basquetebol, somando assim o terceiro triunfo consecutivo na prova.

Os Dragões entraram bem diante dos vimaranenses e aproveitaram a inspiração de Will Sheehey, autor de 20 pontos na primeira parte, para chegarem ao intervalo na liderança do marcador (52-43). O Vitória de Guimarães ainda ameaçou a vantagem portista na etapa complementar, mas o FC Porto voltou a construir uma diferença que garantiu mais um triunfo no campeonato. Will Sheehey (31 pontos e 6 ressaltos) e Joao Soares (17 pontos e 5 ressaltos) foram os principais destaques dos Dragões.

“Quero começar por dedicar esta vitória ao António Monteiro, que pouco antes do jogo teve de ir para o hospital. Ainda nos faltam coisas, mas a equipa jogou muito bem em muitos momentos do jogo. Se a minha equipa estivesse mais tranquila a nível de resultados, as sensações durante os jogos seriam outras. Há que continuar a vencer, pois só as vitórias trazem tranquilidade”, afirmou o treinador Moncho López, no final da partida.

Os azuis e brancos voltam a entrar em campo na próxima quarta-feira (19 de dezembro), no Dragão Caixa, frente ao Galitos Barreiro. O encontro, em atraso da 7.ª jornada da 1.ª fase do campeonato, inicia-se às 21h00 e tem transmissão em direto no Porto Canal.

 

FICHA DE JOGO

 

FC PORTO-VITÓRIA DE GUIMARÃES, 94-86

Liga Portuguesa de Basquetebol, 1.ª fase, 10.ª jornada
15 de dezembro de 2018
Dragão Caixa

Árbitros: Fernando Rocha, Nuno Monteiro e António Pereira

 

FC PORTO: Toni Prostran (8), Ferrán Ventura (5), Will Sheehey (31), Boris Barac (8) e Sasa Borovnjak (9)
Suplentes: João Soares (17), Vladyslav Voytso, Pedro Pinto (7), Pedro Bastos (3), Miguel Queiroz (4) e Diogo Araújo (2)
Treinador: Moncho López

 

VITÓRIA DE GUIMARÃES: Nick Novak (24), Nuno Morais (3), DMarques Tyson (6), Nikola Tadic (12) e Nicchaeus Doaks (5)
Suplentes: João Soares, Litos Cardoso (22), João Ribeiro (5), Miguel Cunha, Ricardo Monteiro (9), Rui Quintino e Alexandre Louro
Treinador: Fernando Sá

 

Ao intervalo: 52-43


Parciais: 25-21, 27-22, 23-23, 19-20

 

Fonte: FC Porto

Dragões bateram o Murialdo (7-5) e vão jogar a final na madrugada de segunda-feira.

 

O FC Porto já conhece o adversário da final da Taça Intercontinental de hóquei em patins: depois de terem batido o Murialdo, por 7-5, os dragões ficaram a saber que terão pela frente o Barcelona no jogo decisivo.

A partida será disputada em San Juan, na Argentina, e tem início marcado para as 00h00 de segunda-feira, sendo que o vencedor da prova será conhecido já na madrugada.

O Barça venceu o Concepción por 7-2, na madrugada deste sábado, agendado o embate com a equipa portuguesa, orientada por Guillem Cabestany.

 

Fonte: O Jogo

© 2017 +FC PORTO - All Rights Reserved. Developed by animarnegocios.com