Menu

Repto de ser o melhor do século: Evanilson tem um jogo para marcar dois golos

+FCPorto 3 meses ago

A rota mais direta do FC Porto para atingir os oitavos de final da Liga dos Campeões é bastante simples de seguir no papel: basta não sofrer golos com o Shakhtar. Os dragões nem sequer precisam de os marcar se conseguirem manter os ucranianos a zero, embora exista um jogador no plantel que abordará esta derradeira jornada da fase de grupos com motivos de sobra para os tentar fazer.

Com os quatros concretizados nos dois jogos com os belgas do Antuérpia, Evanilson encontra-se perante a possibilidade de se tornar o melhor marcador da história dos azuis e brancos nesta fase desde o começo do século. Tudo o que o brasileiro de 24 anos precisa de fazer é “bisar” na receção à equipa de Donetsk, ultrapassando, de uma assentada, quatro jogadores: Jackson Martínez (2014/15), Aboubakar (2017/18), Marega (2018/19) e… Taremi (2022/23).

Evanilson corre ainda pelo estatuto de melhor marcador desta fase da liga milionária, cuja tabela é liderada pelo dinamarquês Hojlund (Manchester United), pelo espanhol Morata (Atlético de Madrid) e pelo norueguês Haaland (Manchester City), com cinco golos. Esta fasquia, no entanto, tem-se revelado praticamente intransponível para jogadores do FC Porto numa fase de grupos.

E o obstáculo não é apenas relativo a este século. Se esticarmos a análise até 1992/93, temporada em que a primeira fase da competição começou a ser disputada nestes moldes, nem mesmo o mítico Mário Jardel o conseguiu. Pelo menos na primeira fase de grupos, já que a edição de 1999/00 teve duas. Na verdade, apenas Zahovic foi capaz de superar essa barreira dos cinco remates certeiros numa fase tão prematura pelos dragões, na época de 1998/99, encerrando-a com sete. O número parece algo distante para Evanilson, embora, como demonstrou na Bélgica, fazer um “hat-trick” não seja um objetivo completamente impossível.

Depois de ter ficado em branco nas duas primeiras épocas e de as lesões lhe terem perturbado o rendimento na última, em que até se estreou a marcar, contra o Brugge, Evanilson tem conseguido, finalmente, afirmar-se na maior montra do futebol europeu. E se a exposição até aqui tem sido grande, terminar a fase de grupos com um registo assinalável no FC Porto e, porventura, na prova só chamará ainda mais a atenção.

A viver uma “fase abençoada”

Melhor marcador do FC Porto na Liga dos Campeões (quatro), na I Liga (quatro) e na Taça de Portugal (três), Evanilson já fez mais golos em 2023/24 (11) do que na totalidade da época passada (dez). O mais recente surgiu no sábado, com o Casa Pia, deixando o brasileiro “muito feliz por ter ajudado mais uma vez a equipa”. “Fizemos uma grande partida, controlando o jogo, criando ocasiões e sabendo definir. Graças a Deus, vivo uma fase abençoada e espero que ela continue assim”, referiu o atacante à sua assessoria de Imprensa.

Fonte: ojogo.pt