Menu

Sérgio Conceição aborda críticas de Carlos Xavier a Taremi

+FCPorto 6 meses ago

Sérgio Conceição fez esta quinta-feira a antevisão ao Estrela da Amadora-FC Porto, da quinta jornada da I Liga. O jogo está marcado para as 19h15 de sexta-feira.

Críticas de Carlos Xavier a Taremi: “É muito simples. As críticas que interessam ao Taremi são as dos colegas e as da equipa técnica. Que são críticas construtivas. Isso é o que me interessa a mim e ao Taremi. Ponto final.”

Tem alguma dose de arrependimento relativamente a algumas atitudes em que reagiu “a quente”, em que é suspenso por ter evitado sair do campo durante algum tempo, na forma como interage com os árbitros? Há alguma dose de arrependimento no seu comportamento desportivo?:

“É uma questão inteligente da sua parte. Eu deixaria a minha resposta para um programa do Daniel Oliveira, por exemplo. Já me convidou duas ou três vezes e eu não pude estar presente. É uma excelente questão. Quando eu, perante vocês, a minha vida, a minha família, os meus amigos e o público em geral, digo aquilo que sinto, porque senão prefiro não dizer, não sou o mais genuíno possível, sou genuíno. Digo aquilo que sinto. Olhando de uma forma fria para aquilo que fiz na altura, obviamente que mudaria alguns comportamentos, sem dúvida absolutamente nenhuma. Mas, naquele momento, fui aquilo e amanhã serei o que serei. Espero estar aqui com outra conversa para a próxima semana. A minha vida foi a uma vida de luta e acredito que a dos outros treinadores também. Ninguém gosta de perder, toda a gente gosta de ganhar. Mas há uns que sentem de forma diferente e que têm um caráter diferente, depois vamos ver se está certo ou errado. Muitas das coisas estão erradas, mas qual foi o meu percurso? Qual foi o meu trajeto de vida? Se isso justifica tudo? Obviamente que não. Pode aqui ou acolá atenuar uma ou outra situação. Há coisas a melhorar. Eu, como pessoa e treinador, aprendo e evoluo todos os dias. É neste processo, em que sou verdadeiramente apaixonado pela vida e respeito muito aquilo que são as pessoas que trabalham comigo, os meus amigos e a minha família, que eu procuro ser melhor hoje do que o que fui ontem e amanhã do que o que sou hoje. Essa evolução faz parte da vida e eu aceito-a de bom grado. Não só essa evolução pessoal, como profissional, sem dúvida absolutamente nenhuma”.

Fonte: ojogo.pt