Menu

Sérgio Conceição e a disponibilidade de João Mário e Wendell: “É possível, mas…”

+FCPorto 3 meses ago

Avisou para a qualidade do Shakhtar. O tempo deu-lhe razão? “Penso que sim, porque depois do nossos jogo perderam em Barcelona por 2-1, onde vi prestação muito positiva deste Shakhtar, ganhou em Antuérpia e em casa, ou seja, só perdeu contra nós e com o Barcelona um jogo. Com este novo treinador já adquiriu alguma consistência e solidez como equipa, melhorou um ou outro aspeto, mas os jogadores são os mesmos e muitos deles de seleção. É verdade que o país atravessa um momento muito difícil e todos nós somos sensíveis a esse momento, mas isto é um jogo de futebol. Digo isto porque ainda ontem li um artigo do Financial Times, que não é um jornal qualquer, no qual se pode ler da importância deste jogo para o Shakhtar e para a Ucrânia. Pela envolvência e contexto, além da qualidade do Shakhtar, para nós não será fácil em todos os sentidos. Espero que as três equipas estejam ao seu nível e que ganha o melhor. E o melhor quero que sejamos nós. Pela nossa competência e pelo trajeto nesta prova, é de todo merecido. Por isso, amanhã temos de fazer por merecer estar nos oitavos da Liga dos Campeões, não só por este trajeto na fase de grupos, mas também pela história, pelo peso e pela importância de estar nos oitavos da Liga dos Campeões para um clube que está inserido num país que não é um dos mais fortes a nível financeiro.”

O empate serve ao FC Porto. Esse resultado é uma armadilha ou uma segurança? “Depende sempre do que fizermos. A nossa mentalidade, postura e preparação é com o intuito de ganhar o jogo. Não há nenhum adepto, simpatizante ou sócio do FC Porto que saia satisfeito com um empate contra o Shakhtar e eu não fujo à regra, como treinador, sócio e adepto do FC Porto. Temos de trabalhar para ganhar. Depois, no final, se acontecer esse empate, por muito mérito do adversário, depois de termos feito um grande jogo e o adversário também, acontecerá. Mas preparamos o jogo para ganhar.”

João Mário é uma ausência confirmada? “Vai ser até à última. O departamento médico vai fazer tudo também para o Wendell. É possível, mas são jogadores que estão fora há algum tempo. Mesmo que seja possível a utilização, nunca de de 90 minutos. Será sempre uma opção a ter no decorrer do jogo.”

Fonte: ojogo.pt