Menu

Sérgio Conceição: “Queremos que os jogadores adquiram maturidade com rapidez. Há uma revolta interior”

+FCPorto 3 meses ago

Análise ao jogo: “Foi um jogo, não digo positivo, mas de caráter. Demonstrámos que nos podemos bater com qualquer equipa da Europa. Continuamos num processo de evolução, de maturidade dos jogadores, porque ao mínimo erro acabamos por sofrer com isso. Entrámos de forma algo tímida nos duelos ofensivos e defensivos. Depois fomos acumulando situações, chegámos à vantagem e depois na bola de saída não tocámos na bola, com uma variação e a não cobertura ao nosso lateral fez com que o Barcelona empatasse. Continuámois bem no jogo. O início da segunda parte foi como a primeira, eles a provocar uma nuance, tentámos ajustar e foi tarde. Tentaram atrair de uma forma mais direta e não fomos eficazes defensivamente. Fomos à procura de chegar ao golo e criámos. Poderíamos e deveríamos ter levado pontos daqui, mas o futebol é isto. Essa maturidade que queremos, que os jogadores adquiram com rapidez, a este nível é o que se pede. Mas os jogadores estão de parabéns, fizeram jogo competente, com qualidade, com caráter e isso agradou-me.”

Estado de espírito da equipa: “Nos dois jogos em muitos momentos do jogo fomos superiores. É frustrante, estamos desiludidos. Cabe-nos a nós lidar com essa revolta interior, não façam títulos disso. E ir à procura já de ganhar e fazer bom jogo sábado em Famalicão.”

Apuramento decidido na última jornada: “É o que é. Com o resultadeo do Shakhtar ficaria tudo em aberto. Estamos focados em preparar a saída do Famalicão, é difícil. Quando chegar o Shakhtar falaremos da grande ambição de estar nos oitavos. Uma vez consegue-se mais rápido, outras na última jornada, noutras nem se consegue. A última jornada vai ser decisiva. É o que é e a seu tempo falaremos disso.”

Fonte: ojogo.pt