Menu

Só faltou a vitória no regresso a casa

+FCPorto 7 meses ago

FC Porto empatou com o Rayo Vallecano (1-1) no dia em que voltou ao Estádio do Dragão

O FC Porto empatou neste sábado diante do Rayo Vallecano (1-0), no Estádio do Dragão, no dia em que regressou a casa. Álvaro García adiantou os espanhóis no marcador (82m), mas Danny Namaso assinou o resultado final já em período de compensação (90m+8).

Naquele que foi o último jogo do enfermeiro Eduardo Braga após 38 anos ao serviço do FC Porto, Sérgio Conceição não surpreendeu na escolha do onze inicial e os Dragões entraram com tudo no regresso a casa. Logo aos sete minutos, Galeno obrigou Dimitrievski a aplicar-se, mas o guarda-redes do Rayo Vallecano não teria hipóteses se Eustaquio não tivesse errado o alvo por centímetros pouco depois (20m). Os espanhóis deram o primeiro ar da sua graça já perto da meia-hora de jogo, quando Isi Palazón testou os reflexos de Cláudio Ramos, que respondeu à altura (27m). Dimitrievski ainda voltaria a brilhar a remate de Pepê (38m), naquela que foi a derradeira oportunidade antes do intervalo.

O primeiro lance digno de registo na etapa complementar resultou num penálti favorável ao FC Porto por falta de Isi Palazón sobre Zaidu na área espanhola, mas da marca dos 11 metros, Mehdi Taremi não conseguiu desfeitear Dimitrievski e permitiu a defesa ao guardião macedónio (58m). Os azuis e brancos mantiveram-se claramente por cima no jogo e estiveram sempre mais perto de fazer mexer o marcador do que a equipa que viajou de Madrid. Fran Navarro, por exemplo, esteve pertíssimo de faturar segundos depois de ter sido lançado por Sérgio Conceição, mas atirou à figura de Dimitrievski (68m). Diz a velha máxima que quem não marca, sofre, e foi precisamente isso que aconteceu ao FC Porto: com alguma felicidade à mistura, Álvaro García bateu Cláudio Ramos e deu vantagem ao Rayo Vallecano (82m), mas ainda haveria tempo para Danny Namaso dar o melhor seguimento a um cruzamento muito bem medido de Romário Baró (90m+8).

Fonte: fcporto.pt