Menu

Três quartos de gala

+FCPorto 3 meses ago

FC Porto esteve a ganhar por 15, mas acabou por perder 72-75 com o Bilbao Basket na 2.ª jornada do Grupo K da FIBA Europe Cup

A equipa de basquetebol do FC Porto fez três períodos de luxo (principalmente os dois primeiros) e um bastante menos faustoso, por isso provou o amargo sabor da derrota caseira pela primeira vez em 2023/24. Frente ao Bilbao Basket, na segunda ronda da segunda fase da FIBA Europe Cup, os portistas entraram com tudo e tiveram dois dígitos de vantagem ao intervalo, porém, no regresso das cabines, os representantes da poderosa Liga ACB impuseram o favoritismo e venceram 72-75. Este resultado isola-os na frente do Grupo K com quatro pontos, mais um do que os Dragões.

Fernando Sá repetiu a linha que havia vencido na Bulgária, mesmo tendo um dos melhores marcadores da prova recuperado de lesão, e Cat Barber só saiu do banco passados seis minutos e meio. A entrada do base norte-americano fez bem à equipa, que chegou a liderar por nove e acabou o primeiro período na frente por seis (23-17).

Charlon Kloof e Cleveland Melvin, autores de oito pontos cada, ficavam pouco atrás do total basco (31-19), causavam estragos à defesa contrária a partir do perímetro e passaram a ter a companhia de Barber, que marcou 11 de rajada e elevou a vantagem até aos 15 (42-27). À ida para os balneários, um surpreendente 43-33 pintava o marcador do Dragão Arena.

Com uma eficácia de lançamento interior e exterior superior a 50 por cento até ao descanso, o conjunto da casa começou a cometer alguns erros no ataque e os forasteiros aproveitaram para repor a igualdade num ápice fruto do parcial de 5-15. O Bilbao só passou para a frente à custa de uma falta técnica marcada ao banco do FC Porto e, à meia-hora, já vencia por cinco (55-60).

Reduzidos a 12 pontos (contra 27) nos dez minutos anteriores, os azuis e brancos tentaram travar Adam Smith (18) e companhia, mas o estrago do terceiro período parecia difícil de reverter. Tanto parecia que foi, conforme se veio a comprovar quando a buzina soou pela última vez e apesar da excelente réplica dada nos instantes finais (72-75). Charlon Kloof (22), Cleveland Melvin (13), Cat Barber (13) e Aaron Harrison (11) lideraram a lista dos marcadores visitados.

“Queria destacar a primeira parte, muito sólida e inteligente, com uma intensidade defensiva muito grande, mas já estávamos à espera da reação de um adversário poderosíssimo. Conseguiram inverter o rumo do jogo, acabaram o terceiro período a vencer e ainda tentámos retificar no quarto, mas não chegou. Estou orgulhoso dos meus jogadores, do caráter e personalidade deles. Queríamos ter ganho, não estamos satisfeitos, mas olho para o futuro com otimismo. O objetivo é fazer melhor do que na época passada e continuar nesta forma também no campeonato”, declarou Fernando Sá após o término da contenda.

Domingo há clássico em Alvalade a contar para a 10.ª jornada da Liga (15h00, RTP2).

FICHA DE JOGO

FC PORTO-BILBAO BASKET, 72-75
FIBA Europe Cup, Grupo K, 2.ª jornada
12 de dezembro de 2023
Dragão Arena

Árbitros: Josip Jurcevic (Croácia), Blaz Zupancic (Eslovénia) e Alexandre Maret (França)

FC PORTO: Cleveland Melvin (13), Aaron Harrison (11), Charlon Kloof (22), Tanner Omlid (4) e Miguel Queiroz (8)
Suplentes: Cat Barber (13), Apolo Caetano, Nuno Sá (1), Luís Silva, João Guerreiro e Keven Gomes
Treinador: Fernando Sá

BILBAO BASKET: Denzel Andersson (6), Sacha Killeya-Jones (14), Xavi Rabaseda (9), Alex Renfroe (11) e Adam Smith (18)
Suplentes: Unai Barandalla, Thijs De Ridder (4), Kristian Kullamae (7), Melwin Pantzar (6), Alex Reyes, Tomeu Rigo e Georgios Tsalmpouris
Treinador: Jaume Ponsarnau

Ao intervalo: 43-33
Parciais: 23-17, 20-16, 12-27 e 17-15

Fonte: fcporto.pt