Menu

Vaga nos “oitavos” para discutir no Dragão

+FCPorto 3 meses ago

Após a derrota em Barcelona (2-1), o FC Porto vai disputar o segundo lugar do grupo com o Shakhtar Donetsk

O FC Porto perdeu nesta terça-feira diante do Barcelona (2-1), no Estádio Olímpico de Montjuic, em jogo da 5.ª jornada do Grupo H da Liga dos Campeões. Após este resultado, os Dragões entram para a derradeira ronda na segunda posição do grupo, com os mesmos nove pontos que o Shakhtar Donetsk, ambos com menos três do que o Barcelona.

Com várias alterações no onze tendo em comparação o jogo com o Montalegre, para a Taça de Portugal, o FC Porto apresentou-se muito personalizado em Barcelona, mas foi Raphinha a ameaçar a baliza de Diogo Costa no primeiro lance de perigo digno de registo (8m). A partir daqui o duelo tornou-se mais disputado, mas os Dragões poderiam ter ganho vantagem se Mehdi Taremi não estivesse em posição irregular no momento em que desfeiteou Iñaki Peña (26m), que pouco depois negou o golo a Galeno (28m).

Na sequência, o guarda-redes espanhol dos catalães nada poderia fazer para evitar o primeiro golo de Pepê em 2023/24: Galeno rematou para defesa do guardião e a bola ficou à mercê do mais recente internacional brasileiro, que não se fez rogado e se estreou a marcar na presente temporada (30m). Infelizmente, a vantagem portista no Olímpico de Montjuic não duraria muito, pois o Barcelona empatou através de João Cancelo apenas um par de minutos depois (32m). Ainda antes do intervalo, o marcador poderia ter voltado a mexer.

João Félix (35m) e Raphinha (42m) erraram a baliza de Diogo Costa por pouco, enquanto Inãki Peña negou a glória a Alan Varela do outro lado (43m). Já depois de ter ameaçado com uma bola à trave nos primeiros segundos da etapa complementar, João Félix marcou mesmo e consumou a reviravolta dos catalães no resultado (57m). Em vantagem, o Barcelona recuou as linhas e preocupou-se mais em travar a reação do FC Porto, que poderia ter chegado ao empate num lance protagonizado por Mehdi Taremi e Pepê, mas nem um nem outro conseguiram rematar para o 2-2 (79m). Já em período de compensação, Francisco Conceição também ameaçou o empate, mas a bola saiu à figura de Iñaki Peña (90m+3).

Fonte: fcporto.pt